quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Dom Drácula

Para aplacar a ansiedade pela espera da próxima tirinha de Alfredo, o Vampiro, vou apresentar (ou relembrar) uma animação que sem dúvida é uma das mais queridas pela geração que, hoje na faixa dos trinta anos, passou boa parte de sua infância assistindo desenhos na tv.


DOM DRÁCULA (Dom Dorakyura) originalmente era um mangá (quadrinho japonês) criado pelo lendário Osamu Tesuka, que surgiu nas páginas da revista Weekly Shonen Champion substituindo a série Black Jack, em 1979, e teve somente três edições em tankobon (um formato de mangá com aproximadamente 200 páginas). Mais tarde, em 1982, Tezuka criou a série animada através de seu próprio estúdio, a Tezuka Productions. Mas devido a falência da agência que cuidava da publicidade da série, apenas 8 episódios dos 26 programados originalmente puderam ser produzidos, e desses apenas 4 chegaram a ser apresentados no Japão pela TV Tokyo. No Brasil, os 8 episódios foram exibidos pela extinta TV Manchete em 1984, dentro do programa Clube da Criança. Mais tarde, em 1994, foi reapresentado pela Rede CNT.

O anime (animação japonesa) contava a história de Dom Drácula, um vampirão tarado e meio atrapalhado que, junto de sua graciosa filha Sangria e seu fiel servo Igor, fugiu da Transilvânia, Romênia, para a cidade de Tóquio, no Japão. Sua mudança foi motivada pela perseguição dos caçadores de vampiros na Europa. Entretanto o professor Von Helsing, um baixinho estressado e que vive tendo imensas crises de hemorróidas, ditas como hérnia, descobre seu paradeiro e vai até o Japão atrás do vampiro. Para piorar a situação Dom Drácula também é perseguido por Blonda, uma mulher feia e gorda que se apaixona pelo vampiro após ser mordida por engano.

No Japão, Dom Drácula se refugia num luxuoso e imenso casarão, e a noite sai à caça de lindas mulheres para morder. Mas como geralmente se dá mal tem que se contentar com sangue congelado, para o seu desgosto. Já sua filha Sangria não se importa nem um pouco e faz de tudo para levar uma vida normal como qualquer menina de sua idade, frequentando a escola noturna.

Há também um morcego japonês chamado Yasubei, que aparece de vez em quando como narrador do espetáculo, além de outros personagens.

Apesar do tom predominante de comédia, a série também contava com elementos de drama e terror.




Pessoalmente prefiro a música da versão brasileira. E vocês?

Episódios :

01 – O Caçador Chegou
02 – Cuidado com o Vampiro
03 – O Gigante que Vendeu sua Alma
04 – A Dança dos Monstros
05 – A Grande Trapaça
06 – O Vampiro vai à Escola
07 – O Vampiro e as Feras
08 – O Alho, a Cruz e o Dentista

Fonte :

7 comentários:

  1. eu assisti muito na época... da hora!

    ResponderExcluir
  2. Eu baixo para ver,é muito engraçado!

    ResponderExcluir
  3. Amo Don Drácula... até já fizemos um especial sobre ele no Santuário:
    http://osantuario.com/2011/10/12/as-aventuras-de-don-dracula-bem-vindos-ao-mundo-infantil/

    ResponderExcluir
  4. E por falar nisso, quem é o autor da música de abertura da versão brasileira?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa pergunta. Procurei essa informação quando fiz a matéria, mas não a encontrei. Porém na versão nacional pode-se perceber nitidamente a influência da música "Thriller", de Michael Jackson.

      Excluir
  5. Esse é o autor da música de abertura
    http://youtu.be/F9JLb8RkKaU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, há tempos tentava saber disso! Obrigado pela contribuição, Gustavo! ;)

      Excluir